QUÍRON RIBOLLA GIALLA - FIANO 2017 (Brasil)

(Rótulo SEM COMPROMISSO)

Esse foi o 1º vinho branco biodinâmico do Brasil.

Ele foi produzido em parceria entre a Fazenda Pinheiro Seco (FPS), proprietária de pequenos vinhedos com variedades italianas localizada em Bom Retiro, SC, a Vinícola Santa Augusta (VSA), também de SC, e a Cattacini, que idealizou o vinho, desenvolveu o estilo, o corte e demais detalhes deste branco. A colheita de 2017 é a primeira com a influência das práticas biodinâmicas que vêm sendo adotadas pela FPS, com a conversão de seus vinhedos desde o ano passado. O vinho foi vinificado na vinícola Santa Augusta.


Entenda um pouco sobre a cultura biodinâmica:

Um vinho biodinâmico é mais saudável, de maior qualidade e com uma expressão máxima de seu terroir. Na sua produção, o cultivo das castas de uvas não envolve fertilizantes ou compostos sintéticos, mas sim produtos orgânicos para equilibrar o solo e as videiras.

No caso do Quíron, o vinhedo foi convertido no ano passado, 2016, porém em 2015 ainda sofreu a aplicação de fungicida e, por isso, pode haver alguma influência do manejo anterior. Desde a conversão, a cartilha da biodinâmica vem sendo rigorosamente aplicada: a adubação passou a ser feita com composto biodinâmico utilizando esterco de ovelha. São utilizados todos os preparados da biodinâmica, como chifre esterco (PB500), Fladen, em uma aplicação após a poda seca, e cinco aplicações do chifre sílica (PB501): a primeira no início da brotação, sempre na lua ascendente e em dia de fruto, e as demais no mesmo período dos meses de outubro, novembro, dezembro e janeiro. O herbicida não é mais utilizado, ocasionando a revitalização da população de tricoderma, com o uso da cultura do microrganismo diretamente sobre o solo.


Um corte interessante e inusitado para nós brasileiros, composto por 2 castas tipicamente italianas: 80% Ribolla Gialla (fronteira da Itália com Eslovênia) e 20% Fiano (região da Campânia e na Sicília). Clique aqui e conheça um pouco mais sobre estas 2 castas.


Como eu conheci este vinho?

Tive o prazer de ter sido apresentada para ele pelo próprio pai da criança, Cattacini. Não poderia ter sido melhor!

Uma experiência única, prazerosa e muito enriquecedora.

Cattacini é um apaixonado pelo que faz. Ele tem o vinho no sangue. Ouvir ele falar é algo engrandecedor. Se quiser saber um pouco mais sobre a história deste mago dos vinhos, dá uma olhada lá no site e no bate-papo que eu tive com ele e coloquei aqui no blog.


🍇 80% Ribolla Gialla, 20% Fiano 🍇

Região: Bom Retiro, SC, Brasil

Safra: 2017

Teor Alcoólico: 12% Maturação Fiano: cuba de aço inoxidável até o momento do corte dos vinhos.

Maturação Ribolla: cuba de aço inoxidável até o momento do corte dos vinhos: uma parte

foi transferida para as duas barricas novas de carvalho francês por 38 dias.

Apresenta uma cor amarelo palha e brilhante, com uma combinação de aromas muito diferente e expressiva: mel (Fiano), frutas tropicais, notas florais e minerais (Ribolla). Seu frescor aromático se reflete no paladar e traz uma boa acidez, estrutura, leveza e elegância. Um vinho extremamente agradável que deixa a boca perfumada por um longo tempo.

Meu Vivino : 4 estrelas

🍷💚💛

Ideal para acompanhar peixes, carnes brancas, alguns tipos de risotos, massas e queijos, além de pratos da culinária brasileira, italiana e contemporânea. Mas também vai muito bem se bebido sozinho, sem compromisso.


Foram feitas apenas 750 garrafas desta maravilha, das quais 150 foram disponibilizadas para o Cattacini. Então, se você quiser ter o prazer de degustar este vinho (ou outros igualmente interessantes), me envie uma mensagem ou entre em contato direto com o Cattacini, pelo site. Você também pode encontrar os vinhos na Cave Nacional. Mas ó... coooooorre!!!!


Peque sua taça e...Tim-Tim! 🍷🍷

POSTS RECENTES:
PROCURE POR TAGS:
  Parceiros   
  Blog Afiliado 
  Entre em Contato  

© 2017 por Ana Borba, DA ÁGUA PARA O VINHO.

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now